sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Uma hora a verdade aparece.

Eu sempre acreditei na sinceridade das pessoas. É tão bonito poder pensar que as palavras são reais, verdadeiras, e que pra todos ela tem um valor importante e sincero (pelo menos a um ponto considerável)! Mas ultimamente, tenho descoberto que não é bem assim. E pessoas fúteis, sempre deixam a máscara cair ao chão. A sinceridade está oculta onde não se sabe. Lugares onde predominam somente a verdade. E pessoas assim, é raríssimo se encontrar! Eu ainda tentei acreditar em segundas chances, que poderiam fazer as pessoas mudarem e se reencontrarem em si. Foi em vão. A máscara que caiu ficará sempre ao chão pra me lembrar e te lembrar de todas as sua farsas. A sua imagem que guardei pra mim é fero, colou aqui e não sai mais. Já não me faz mais sentido ter que te aturar. Eu não queria decepcionar, nem ser decepcionada. Mas acredite: O que não queremos ver, a vida esfrega na cara! Daqui eu sigo sem a sua companhia. Levo comigo as lembranças boas de tudo que passamos. Já vou tarde, pois tenho ainda tenho um longo caminho a percorrer. Não se preocupe, não estarei só. Jamais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário