sexta-feira, 2 de julho de 2010

Decisions, decisions...


Sei que nos últimos dias tenho parecido pouco compreenssível. E você deve estar se perguntando o porque. Não, eu não posso lhe responder isso. Pelo menos, não agora. Eu precisava de um tempo pra me estabilizar novamente. Reorganizar os pensamentos, rever os conceitos, e avaliar se essa história realmente estava valendo a pena. Não me sentia bem assim, tomei minha decisão e sei que assim será melhor. Talvez você não ache um motivo plausível para tentar me justificar. Mas sinceramente? Eu não espero que todos me entendam! Pelas minhas atitudes, eu me responsabilizo. Sou como um livro lido entre linhas, onde as melhores informações não estão explícitas em palavras facilmente compreenssíveis. O que se oculta entre cada dialeto, entre o simples e o improvável, são o que juntos emitem ideias fascinante. São muito mais do que palavras, são atitudes. E agora eu sei o que fazer! Em breve você verá.

2 comentários:

  1. Somos responsáveis por cada atitude em nossa vida! Não temos que culpar uns aos outros por tomarmos a atitude errada, temos que assumir nosso erro e seguir em frente.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a pamella e com você. Cada um é responsável por sua própria vida. Como diria Jean-Paul Sartre: “Cada homem deve inventar o seu caminho."
    Ninguém nesse mundo é simples, o ser humano já é complexo demais em seu materialismo, imagine em sua essência. As pessoas, e seus atos são fascinantes. Essa complexidade que nos faz ser quem somos.

    ResponderExcluir